Como iniciar a estruturação do seu negócio no campo?

Antes de iniciar a estruturação do seu negócio no campo, é preciso conhecer o mercado desta atividade no país. Sendo um dos setores mais importantes da economia brasileira, o Agronegócio abrange o plantio e a criação de pastos, dentre outras áreas. A comercialização de produtos desse segmento configura-se como uma oportunidade de negócio rentável, quando gerida de maneira eficiente. Dessa forma, o conhecimento de mercado é um dos principais pontos analisados quando deseja-se começar um negócio no campo.

Segundo pesquisa realizada no Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, o setor do Agronegócio apresentou um faturamento de R$1.267,000,000,000 no ano de 2015. Ademais, dados da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), indicam que o PIB do Agronegócio cresceu 3,81% em  2019 e passou a representar 21,4% do PIB brasileiro total no mesmo ano. Essas informações fundamentam a perspectiva de crescimento do setor do Agronegócio no país e a possibilidade de um negócio bem sucedido na área. 

Plano de Negócios

Para empreender de maneira bem sucedida, no entanto, não basta apenas deter conhecimento sobre o mercado no qual o serviço está inserido. É fundamental, também, traçar metas e resultados e elaborar estratégias para administração do seu negócio, definindo um plano de ação. 

Nesse contexto, sugere-se a aplicação do Plano de Negócios, ferramenta administrativa que auxilia o empreendedor a estruturar a criação do seu negócio. Estuda a viabilidade do seu produto ou serviço, orienta o desenvolvimento de operações e estratégias, visando reduzir, ao máximo, os riscos e as incertezas no mercado. Para isso, a ferramenta analisa a realidade na qual o empreendedor está inserido, objetivando direcionar suas decisões em campo. Diante desse cenário, denota-se a relevância da implementação do Plano para mapear os pontos fortes e fracos e auxiliar na expansão do seu negócio.

Pontos fundamentais do Plano de Negócios
1.Sumário Executivo

Nesta primeira etapa do Plano, o empreendedor deverá fornecer características gerais sobre o seu negócio. Alguns dos tópicos são: 

  • O que é/do que se trata o negócio; 
  • Quais produtos/serviços serão oferecidos;
  • Missão e valores do negócio;
  • Setor de atividade;
  • Forma jurídica;
  • Qual a localização do empreendimento;
  • Qual o montante de capital a ser investido;
  • Qual será o faturamento mensal estimado;
  • Qual lucro espera obter com o negócio;
  • Em quanto tempo espera que o capital investido retorne.
2.Fonte de Recursos 

Determina de que maneira serão obtidos os recursos para a implantação do empreendimento. Para o início das atividades, você pode contar com recursos próprios, de terceiros ou com ambos. 

3.Análise de Mercado

Fornece uma visão geral do projeto, destacando seus aspectos mais importantes, buscando conhecer com profundidade o mercado onde a empresa será inserida e suas peculiaridades. Subdivide-se em três tópicos:

  • Público-alvo: O estudo desse segmento tem por finalidade compreender o perfil dos clientes para tomar as melhores decisões. 
  • Concorrentes: Realiza comparações entre a qualidade dos produtos finais, o preço, as condições de pagamento e os serviços oferecidos por outros empreendimentos da mesma área. O propósito dessa etapa é entender se o seu negócio é competitivo entre esses concorrentes e traçar um plano para que o público escolha o seu produto. 
  • Fornecedores: Responsáveis por disponibilizar matérias-primas e equipamentos para o seu negócio, é importante que o empreendedor estude os fornecedores do mercado, garantindo a qualidade nos serviços contratados.  
4.Plano de Marketing

Meio que viabiliza os objetivos comerciais, os 4Ps: Produto, Preço, Praça e Propaganda. 

5.Plano Operacional

Determina os processos que deverão ser executados, com foco nos objetivos do plano estratégico. Por meio dele, determinamos a capacidade produtiva do negócio.

6.Plano Financeiro

As projeções financeiras são elaboradas com todas as estimativas de vendas da empresa, todos os custos de produção, distribuição, logística e despesas comerciais e administrativas em um resumo de tipo financeiro. (SEBRAE, 2013).

Atividades rentáveis no campo
  • Cultivo de culturas;
  • Apicultura;
  • Avicultura;
  • Suinocultura;
  • Criação gado de corte e cabras leiteiras.

Está pensando em iniciar um negócio no campo e, apesar das informações descritas acima, ainda precisa de assessoria? Fale com nossos consultores que podemos te ajudar!

Referências

Carvalho, Thiago. Dicas para quem quer abrir um negócio no setor agrícola. Exame, 2016. Disponível em: <https://exame.com/pme/dicas-para-quem-quer-abrir-um-negocio-no-setor-agricola/>. Acesso em: 05 de out. de 2020.

COMO FAZER UM PLANO DE NEGÓCIOS PARA FAZENDA? CONFIRA O PASSO A PASSO!, 2019. Disponível em: <https://blog.ruralvende.com.br/como-fazer-um-plano-de-negocios-para-fazenda-confira-o-passo-a-passo/>. Acesso em: 05 de out. de 2020.

MEDRADO, Saulo Gabriel Granja et al. Plano de negócio: granja medrado’s agrícola. 2018.

PIB do Agronegócio cresce 3,81% em 2019. CNA, 2019. Disponível em: <https://www.cnabrasil.org.br/boletins/pib-do-agronegocio-cresce-3-81-em-2019#:~:text=O%20PIB%20(Renda)%20do%20agroneg%C3%B3cio,21%2C1%25%20em%202018>. Acesso em: 05 de out. de 2020.

Gostou do artigo?

Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on twitter
Compartilhe no Twitter
Share on linkedin
Compartilhe no Linkedin

MAIS

Deixe um comentário

Leave a Reply