Manejo de pastagem: Como obter ótimos rendimentos.

O manejo de pastagem permite que o sistema com base na utilização de pastos propícios altos para animais, permitindo assim terem acesso a pastagem e fazendo com isso eles alcançarem seu máximo de teor produtivo.

Foto 1: Manejo de pastagem

Foto 1: Manejo de pastagem

Portanto as pastagens se torna a principal e mais econômica fonte de alimento para o gado, a utilização de gramíneas tropicais produtivas e o correto manejo da pastagem e do pastejo são fundamentais para a busca da eficiência produtiva, o aumento de produtividade através da pastagem é um resultado que vem sendo almejado cada vez mais. Podemos observar grandes mudanças em áreas que possuem o manejo adequado do pasto, tornando indispensável essas técnicas para manter uma pastejo produtivo (Figura 2).

Figura 2: Exemplo de manejo

Figura 2: Exemplo de manejo

O que seria? 

É basicamente um conjunto de ações que visa obter do rebanho a maior quantidade de carne e leite que o animal pode produzir por área, sem estar afetando o desenvolvimento da qualidade do solo e da forragem.

Quais os objetivos?

  • Ter uma produção constante de capim por unidade de área;
  • Proporcionar ao animal uma alimentação em quantidade nutritiva, mais regular no decorrer de todo o ano;
  • Evitar que o pasto fique degradado;
  • Manter a qualidade do solo.

Tipos de manejo de pastejo

Há basicamente dois métodos de pastejo, no pastejo contínuo (Figura 3) os animais permanecem na mesma área de pastagem durante todo o ano, já no manejo rotacionado (Figura 4) é feita uma subdivisão da pastagem em piquetes (menores áreas) que são utilizadas um em seguida do outro, determinando períodos de ocupações e descanso da pastagem.

Figura 3: pastagem continua

Figura 3: pastagem continua
Figura 4: Pastejo rotacionado

Figura 4: Pastejo rotacionado

Dentro do sistema de pastejo rotacionado, temos uma modalidade que é muito adotada em lugares com períodos de seca, sendo ela o pastejo diferido que é onde um piquete é vetado no final da época das águas, ou seja, os animais não irão consumi-lo. Ele será guardado para o consumo da época seca.

Mas enfim, por que fazer um manejo de pastagem?

Com um correto manejo da pastagem você irá garantir uma alta produtividade e sustentabilidade da produção. Além de propiciar maior produtividade de leite e carne, é de fundamental importância à conservação dos recursos ambientais, evitando erosões, compactação e baixa infiltração de água no solo, o que é comum em áreas degradadas que não tem o manejo correto.

Como fazer?

O manejo do pasto é de forma com que seja permitido aos animais terem acesso a pastagem, adequando-se a quantidade de animais, o período de ocupação e o período de descanso.

Tendo isso em vista, o que vai determinar esses períodos de ocupação e descanso é o crescimento do capim (Figura 5). A forma mais simples de verificação é baseada na altura da planta, fazendo esse manejo pela altura permite que o animal colha a forrageira na sua melhor relação quantidade e qualidade.

Foto 5: medição da forragem.

Foto 5: medição da forragem.
Quer saber mais do assunto, aqui um outro artigo para ler:

REIS, Ricardo Andrade et al. Suplementação da dieta de bovinos de corte como estratégia do manejo das pastagens. Revista Brasileira de Zootecnia, v. 38, n. SPE, p. 147-159, 2009.

Bibliografia:

Embrapa. Pastejo-manejo de pastagem. Série pasto certo. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=8BhyezG7hpI. Acessado em: 19 de fevereiro de 2021.

Educa point. Manejo do pasto: qual o melhor tipo de pastejo para cada espécie forrageira? Disponível em: https://www.educapoint.com.br/blog/pastagens-forragens/manejo-pasto-especie-forrageira/. Acessado em: 19 de fevereiro de 2021.

Gostou do artigo?

Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on twitter
Compartilhe no Twitter
Share on linkedin
Compartilhe no Linkedin

MAIS

Deixe um comentário

Leave a Reply