Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS)

 Contribuindo para um futuro sustentável  

Resíduos sólidos

Pode-se definir resíduo sólido como sendo qualquer matéria sólida ou semissólida produzida pelo homem ou natureza podendo ser ou não, reciclada e\ou reutilizada. Sendo assim, os resíduos sólidos podem ser originados de atividades industrial, doméstica, hospitalar, comercial, agrícola ou até mesmo os lodos provenientes de sistemas de tratamento de água. 

Conforme a ABNT NBR 10004:2004 os resíduos sólidos podem ser classificados quanto aos seus riscos potencias ao meio ambiente e a saúde pública sendo assim, o processo de classificação do resíduo consiste na identificação da origem do resíduo, seus constituintes, suas características e o impacto que o mesmo gera na saúde e no meio ambiente.  Logo, conforme a norma, os resíduos são classificados em classes, I,II,II A ,II B, C e D
e são separados em grupos (Figura 1 e 2 respectivamente).

Figura 1: tabela que mostra como os resíduos estão classificados
Figura 1: Classificação dos resíduos
Fonte: ABNT NBR 10004:2004

figura 2 : imagens que mostram os grupos dos tipos de resíduos
Figura 2: Grupos que mostram os tipos de resíduos

Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS

O PGRS consiste em um documento técnico o qual identifica o tipo, quantidade de geração de cada tipo de resíduo, informa as maneiras para o manejo na geração, o acondicionamento, transporte, destinação, reciclagem disposição final tudo de forma ambientalmente correta.  

Sendo assim, com objetivo de organizar a maneira como o país lida com o lixo que gera a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) criou a Lei 12.302, 2010 a qual afirma que todos os geradores de resíduos sólidos possuem a obrigação de elaborarem um PGRS e ao não comprimento dessa Lei os geradores podem sofrer penalidades como a perda de licença de operações, pagamento de multas, dentre outras penalidades. 

Assim, a PNRS informa que geradores como os de serviços públicos de saneamento básico, geradores de resíduos resultantes de atividades agrossilvopastoris e resíduos de saúde, industriais, mineração, construção civil, restaurantes, cafeterias e hotéis sejam responsáveis pela elaboração e execução do PGRS. 

Mas quais os objetivos do PGRS?

Além do compromisso ambiental, o estabelecimento que implementar o PGRS pode obter diversos benefícios diretos, tais como:

  • Redução de custos e desperdício

    Uma gestão de resíduos geralmente é mais viável que um descarte irregular das sobras de produção. É possível reduzir significativamente os custos da produção, evitando gastos desnecessários.
  • Marketing Verde

    O estabelecimento irá aumentar sua visibilidade através de valores, melhorando a sua aceitação social e promovendo a atração de mais clientes.
  • Aumento do faturamento

    É possível agregar valor ao resíduo, transformando algo que seria rejeitado em uma matéria de valor financeiro, sendo possível o reaproveitamento e/ou comercialização.
  • Organização e higiene

    Otimiza os processos produtivos e evita acidentes e contaminação dos funcionários, além de reduzir odores e proliferação de vetores e pragas.


Não sabe elaborar um PGRS? Não se preocupe! Nós da Inovagro Jr realizamos esse tipo de serviço com qualidade, sustentabilidade, integridade e comprometimento com a satisfação do cliente. 






Quer saber mais ? baixe nosso E-book: Manual de boas práticas na gestão de resíduos sólidos.

manual de boas práticas na gestão de resíduos sólidos
Clique no manual para baixar

Gostou do artigo?

Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on twitter
Compartilhe no Twitter
Share on linkedin
Compartilhe no Linkedin

MAIS

Deixe um comentário

Leave a Reply