Principais pragas agrícolas e florestais no Brasil

As pragas agrícolas ou florestais consistem um grupo de organismos que causam a redução da produção das culturas, devido ao ataque que as mesmas fazem as plantas, seja de forma generalizada, na transmissão de doenças ou de uma forma mais sutil, reduzindo a sua capacidade de produção e sua qualidade.

Os insetos são organismos de grande importância para o nosso ecossistema, mas quando podemos considera-los prejudiciais? Então, teoricamente, podemos considerar que a transformação de um inseto em praga se dá a partir do momento em que o mesmo aumenta em população, ao ponto de causar alguma perturbação no desenvolvimento das culturas em lavouras, além dos prejuízos econômicos.

Alguns fatores que favorecem o aparecimento e a proliferação de pragas.

  • A Falta de cuidados preventivos ou de controle a pragas na lavoura facilita muito o aparecimento e a proliferação de pragas agrícolas e florestais;
  • Plantio sem manejo adequado de cultivares suscetíveis ao ataque de pragas;
  • Adesão a monocultura, excluindo a biodiversidade de organismos;
  • Plantio em regiões ou estações favoráveis ao ataque de pragas, ou seja, deve-se haver um planejamento antes de implementar uma cultura no sistema de plantio;
  • Falta de adubação adequada;
  • Uso inadequado de pesticidas e herbicidas, os mesmos aplicados sem a metodologia adequada, podem deixar as plantas susceptíveis ao ataque de pragas.

Com isso, vale citar os métodos de controle o qual deve ser adotado conforme um profissional da área recomende, dentre os métodos de controle e erradicação de pragas temos, o método cultura, o controle biológico, químico, mecânico e físico.

Principais pragas florestais e agrícolas que atacam as lavouras brasileiras.

Corós

Os Corós (Coleoptera, Melolonthida)consistem em larvas de besouro (Figura 01) que aparecem frequentemente em plantações de trigo, sorgo e milho. Esse tipo de larva vive embaixo da terra e se alimenta das raízes dessas culturas, por este motivo, se faz necessário uma preparação do solo, a fim de evitar a proliferação desta praga.

Figura da larva coró
Figura 01: Larva Coró
Fonte: Embrapa

Lagarta-da-espiga do milho

A lagarta-da-espiga do milho (Helicoverpa zea ) (Figura 02) consiste em uma praga a qual é responsável por grande parte das perdas de safra de milho do nosso país, pois a mesma possui a capacidade de devastar cerda de 21 toneladas de plantação. Ela preocupa bastante os produtores de milho, pois possui a capacidade de render grandes prejuízos na lavoura, o que afeta diretamente no rendimento econômico.

imagem da lagarta da espiga do milho
Figura 02: Lagarta-da-espiga do milho
Fonte: Agro link

Mosca-branca

A mosca-branca (Bemisia tabaci) consiste em um inseto sugador (Figura 03) que atinge diversas culturas. Essa mosca, é capaz de transmitir o vírus “necrose-da-haste” em culturas como a da soja, ela também é capaz de causar danos incontáveis as culturas, pois a mesma possui a capacidade de alimentar dos nutrientes das plantas. A mosca também é capaz de excretar nas folhas, substâncias que favorecem a formação de fumagina, que é o escurecimento das folhas, impedindo que a mesma capte a luz do sol, fazendo com que sua taxa fotossintética reduza e assim atrapalhe seu crescimento, desenvolvimento e reprodução.

imagem da mosca branca adulta
Figura 03: Mosca-branca
Fonte: Mais soja

Pragas do Eucalipto

Conforme a Embrapa, as principais pragas do eucalipto são as formigas cortadeiras, cupins, lepidópteros desfolhadores, besouros desfolhadores e o percevejo bronzeado. As formigas causam o desfolhamento de mudas e plantas adultas, os cupins o descorticamento de raízes, os besouros causam rendilhamento e/ ou perfuração de folhas, desfolhamento dentre outros danos, para saber mais acesse “Árvore do conhecimento- Embrapa“.

Pragas do mogno africano

De uma forma geral, podemos considerar algumas pragas do mogno como, as formigas cortadeiras que atacam o plantio independentemente da idade da floresta, os cupins, os urupuás e as brocas do pecíolo, brocas do ponteiro e as abelhas urupás ou abelhas- cachorro.

As abelhas urupuás ou abelhas-cachorro (Figura04) por exemplo, são pragas que atacam a parte jovem das florestas, devido a fácil perfuração, ocasionando a morte da parte apical da planta. No ataque desse tipo de praga, é possível observar a queda das folhas, o que atrasa o crescimento das árvores e acarretando distúrbios fisiológicos.

imagem de uma abelha arupuá
Figura 04: Abelhas urupuás ou abelhas-cachorro
Fonte: Instituto Brasileiro de Florestas (IBF)

Clique aqui e conheça um pouco sobre as pragas florestais que atacam o Pínus no Brasil.

Aproveite e baixe nossos Ebooks GRATUITAMENTE.

Ebooks
Clique para baixar

Gostou do artigo?

Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on twitter
Compartilhe no Twitter
Share on linkedin
Compartilhe no Linkedin

MAIS

Deixe um comentário

Leave a Reply