Sistemas Agrosilviculturais

Sistema agrossilvipastoril e seus resíduos

O sistema agrossilvipastoril consiste no consórcio de cultivos agrícolas com atividade pecuária de maneira intencional (Figura 01). Esse tipo de sistema tem como objetivo aumentar a produtividade por unidade de área de uma forma mais sustentável fazendo a integração dos recursos naturais. A fim de trazer a biodiversidade e a sustentabilidade para a área pois essa biodiversidade ajuda na fertilidade do solo, pois fornece adubos verdes e é capaz de controlar as ervas daninhas. 

Imagem de um sistema agrossilvipastoril
Figura 01: Sistema agrossilvipastoril
Fonte: EMBRAPA 2020

O sistema agrossilvipastoril é muito benéfico para o meio ambiente, no entanto, como qualquer outra atividade ela também gera resíduos. Conforme a lei 12.305, art 13º item I, subitem i, resíduos agrossilvipastoril consistem em resíduos provenientes de atividades agropecuárias e silviculturais com a inclusão de insumos utilizados nessas atividades. O Plano Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) classifica como fontes de resíduos agrossilvipastoris, a agricultura, pecuária, silvicultura, embalagens de produtos fitossanitários e veterinários, embalagens de fertilizantes, sementes e adubos, óleos e embalagens de lubrificantes de máquinas, equipamentos agrícolas, dentre outros (LOPES, 2017).  

Quais são exatamente os resíduos e o que deve ser feito

Sendo assim, das atividades da pecuária no sistema silvipastoril, a grande maioria dos resíduos são os dejetos gerados pelos animais, água residual e animais mortos, já os da agricultura e silvicultura são geradores de restos  culturais e florestais. Então, esses resíduos provenientes de atividades agrossilvipastoris, precisam ser bem destinados e para isso é preciso que haja um Plano de gerenciamento de resíduos sólidos (PGRS). Pois, através da elaboração do PGRS é possível obter alguns benefícios para sua área de produção, como, redução de custos, aumento do lucro, organização no sistema agrossilvipastoril, diminuição do impacto ambiental e melhoria da visibilidade do negócio devido a logística reversa que está sendo implementada ao realizar um bom gerenciamento dos resíduos provenientes de atividades agrossilvipastoril. 

Não sabe elaborar um plano de gerenciamento de resíduos para seu negócio?  Não se preocupe! Nós da Inovagro Jr realizamos esse tipo de serviço com qualidade, sustentabilidade, integridade e comprometimento com a satisfação do cliente.

Leia mais sobre em : Artigo

Baixe nossos E-books GRATUITAMENTE

Clique para baixar

Bibliografia

LOPES, Larissa Teixeira. Identificação, quantificação e caracterização dos resíduos agrossilvopastoris no município de Piracicaba-SP. 2017. Tese de Doutorado. Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz.

SANTOS, Renato Rocha Dias; GUARNIERI, Patricia; BRISOLA, Marlon. Logística reversa de resíduos das atividades agrossilvipastoris e agroindustriais: uma revisão sistemática da literatura. Revista em Agronegócio e Meio Ambiente, v. 11, n. 2, p. 573-597, 2018.

LEAO, FN de S. et al. Infraestrutura e logística na Embrapa Agrossilvipastoril. Embrapa Agrossilvipastoril-Capítulo em livro científico (ALICE), 2019.

Gostou do artigo?

Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on twitter
Compartilhe no Twitter
Share on linkedin
Compartilhe no Linkedin

MAIS

Deixe um comentário

Leave a Reply